Golden Globes – melhores e piores vestidos

Quem é que não gosta de ver os globos de ouro ?! Nem que seja para ver os vestidos que passeiam na passadeira vermelha.

Em pós noite de Globos de Ouro cá estamos nós para fofocar um bocadinho.

Relativamente aos prémios, podem ver a lista completa aqui, mas sem dúvida o que mais se salientou foi o filme LaLa Land (com lançamento em Portugal previsto para final de Janeiro) foi premiado nas categorias de: Melhor diretor, melhor roteiro, melhor filme de comédia ou musical, melhor ator e melhor atriz e ainda melhor canção original e trilha sonora – este vai já para a lista de filmes a assistir.

Quanto ao que passou pela red carpet vou mencionar os vestidos que mais me saltou à vista, quer pela positiva, quer pela negativa.

Evan Rachel Wood e Taraji P. Henson

Evan Rachel Wood – Custom Altuzarra :  a nossa Lourdes de WestWorld marcou pela diferença num smoking, querendo passar a mensagem de que não são exigidos apenas vestidos. Na minha opinião manteve a postura elegante e feminina.

Taraji P. Henson – Stella McCartney : a nossa Cookie Lion a fazer furor num vestido branco, simples, mas que lhe cai que nem uma luva, é dos meus vestidos favoritos. Go Cookie!!

Jennifer Lopez e Mandy Moore

Jennifer Lopez – Giambattista Valli : este ano viram-se imensos vestidos amarelos na red carpete, mas este foi o que mais me chamou à atenção, não sei se é por se a J.Lo. mas tá um arraso, ela ainda complementa com uns sapatos Jimmy Choo e algumas jóias.

Mandy Moore – Naeem Khan : maravilhosa num vestido de tecido drapeado e navy, apresenta-se com um decote generoso que até lhe fica bem, ombros meio cobertos com tecido transparente e poucos detalhes.

Blake Lively e Blake Lively

Blake Lively – Versace : preto, veludo e pormenores em dourado, a conjugação quase ideal para as noites de ouro – se bem que por mim aqueles bolsos saltavam fora, acho que ficaria mais elegante – destaca-se também as suas pulseiras em esmeralda.

Blake LivelyMonse : comprido, branco com detalhe dourado na parte de baixo do vestido, com os reflexos ganham variação de cor e chega até mesmo a parecer fogo, os ombros descobertos dando destaque aos brincos e colar.

Jennifer Lawrence e Julianne Moore

Jennifer Lawrence – Dior : vermelho, justo, comprido, gostei do cabelo, a gargantilha – está um conjunto bem conseguido.

Julianne Moore – Tom Ford : dos vestidos mais elegantes da noite, em tom azul, de manga comprida e cheio de brilho – gosto do jogo de cores do vestido. Gostei do cabelo solto e caído para a frente só de um lado.

Emma Stone e Ruth Negga

Emma Stone – Valentino : este é daqueles vestidos que me deixa meio na dúvida se gosto ou não, mas avaliando no conjunto acho que o vestido encaixa bem com a Emma Stone – desde o cabelo às jóias. É agradável, mas longe dos melhores.

Ruth Negga – Louis Vuitton : bem isto faz-me lembrar o dress code pedido numa expedição a Marte misturado com um fato-de-macaco de mecânico. Para nem falar no quão estranho ficam as maminhas da senhora. Vá nem tudo é mau, os tons metálicos estão em voga. ahah

Gina Rodriguez e Hailee Steinfeld

Gina Rodriguez – Naeem Khan : corrijam-me se eu estiver errada, mas será que ela se enganou no evento?! Eu diria que ela ia dançar com toda franja que ali leva, para já não falar que não favorece nada as ancas.

Hailee Steinfeld – Vera Wang: não é dos piores mas diria que lhe mudava muita coisinha, demasiadas transparências, o pormenor do tecido no peito da Hailee não é dos melhores.

Sarah Jessica Parker e Jane Fonda

Sarah Jessica Parker – Vera Wang : não, não está a funcionar, acho que nada neste look está a funcionar – o cabelo faz-me lembrar aquelas senhora da idade media e o vestido uma noite em fuga. Sarah gosto muito de ti mas precisas de rever aí qualquer coisinha amiga.

Jane Fonda – Saint Laurent : digam-me o que se passou com este vestido… parece um conjunto de claras batidas em castelo ou até mesmo um white cupcake. Definitivamente está na classes dos piores.

Há que mencionar que a senhora da noite foi a ilustre Meryl Streep – ganhou o Cecil B. deMille Award – e brilhou com um discurso muito forte, sem esquecer o ponto político que os EUA estão a atravessar com a mudança de presidente.

A violência incita a violência. O desrespeito incita o desrespeito. Se alguém usa sua posição para fazer bullying, todos nós perdemos

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.