Sítios com pinta # Boa-bao

Boa-bao

Ir à Ásia sem sair de Lisboa é entrar no Boa-bao e deixar-nos levar.

Desde a abertura deste restaurante que eu estava curiosa para visitá-lo, deixei passar algum tempo e a confusão dos primeiros dias e lá fui eu!  Chegámos perto das 20h, foi-nos dada uma senha e assim que estive mais de metade do grupo podiamos entrar e sentar. Confesso que achei uma técnica bastante inteligente, evita mesas vazias e todas as pessoas são sentadas no seu devido tempo.

Sentámo-nos perto das 21h, hora em que o terceiro elemento chegou, mas para surpresa nossa fomos sentados de imediato. Enquanto esperávamos íamos vendo as comidas e bebidas, que passavam à nossa volta, todas de aspecto delicioso, apetecia-nos provar tudo. Após nos sentarmos demoramos uns bons minutos a escolher o cocktail e mais uns quantos a escolher o prato.

O espaço é fantástico, com detalhes que fazem a diferença. A decoração espelha a origem dos pratos, num ambiente acolhedor e descontraído. Os menus são originais e adequados ao espaço, a simbiose entre o espaço e a comida são notórias, a experiência é fantástica e deixa vontade de querer repetir.

Acabámos por escolher os cocktails e uma entrada – os dim sum, enquanto explorávamos o menu de pratos – eram todos tão bons que a decisão estava a ser difícil. No que toca a cocktails, pedimos: old thoughts, cocooned, sling dao – juntamente com um membro do staff fomos percebendo que tipo de cocktail se adequava melhor a cada um de nós.

A etapa dos cocktails já estava encerrada, mas os pratos ainda estavam por escolher, adoptámos pela mesma técnica e falámos com o staff. Eu, como sempre, escolhi um prato simples, mas delicioso – o Pad Thai – estava óptimo. Atrevo-me a dizer que foi o melhor Pad Thai que eu já comi.
O João, um adepto de picante – e quanto mais melhor – escolheu o chamado “Melhor Prato da Casa”, pelo menos foi o que o staff nos disse, robalo ao vapor com lima, malagueta e alho pakchoy. De aspecto parecia estar bom, ele adorou – eu não consegui provar, era demasiado picante. Acompanhou com arroz frito

Boa-bao

Os nossos amigos, pediram arroz frito com frango e ovo, acompanhado de uma mistura de verduras asiáticas salteadas com feijão de soja e malagueta, e um caril, guisado de coco com frango e erva príncipe, acompanhado de arroz – provei o caril e como “não adepta” de caril, gostei imenso.

Boa-bao

Boa-bao

Ficámos muito satisfeitos com as escolhas que fizemos, mas a promessa de voltar e provar novos pratos foi unânime.

O restaurante mais famoso do momento, o mais trend da cidade – o que nem sempre coincide com o melhor. Mas neste caso as duas palavras encaixam-se e fazem deste local um sítio a visitar, não só pela comida, mas pela descoberta de algo novo, bom e enriquecedor!

Boa-Bao
Largo Rafael Bordalo Pinheiro, 30, Chiado, Lisboa
919 023 030

Deixe uma resposta